• substituto-manhã-baixa-caloria-vitaminas-saudaveis-receitas-fit-smoothies
    Curiosidades

    Você Sabe qual Café Combina Melhor com a Sua Rotina?

    Você prefere começar seu dia com uma xícara de espresso, ou quem sabe um café com leite? E por que não uma bebida mais elaborada, como um café gelado, por exemplo?

    Na verdade, os quem ama esse bebida têm tantas opções desse item que poderiam tomar uma opção diferente por dia e ainda assim, no final do mês, não chegariam nem próximos de experimentarem todas as alternativas disponíveis no mercado.

    Mas o que vamos abordar é qual desses que citamos e os muitos outros que existem, combinam melhor com a sua rotina.

    Qual café é o ideal para aflorar a criatividade?

    Se você, trabalha com criação de conteúdo, como textos, por exemplo, sabe que o bloqueio criativo é mais comum do que gostaríamos. Como não trabalhar não é uma opção, o jeito é arranjar uma forma de botar o cérebro para pensar.

    Neste caso, que tal você experimentar o café cortado? Também conhecido como médio, esta bebida leva café e leite vaporizado, e pode ser uma baita ajudante nestas situações, isso porque ele é capaz de produzir cortisol e adrenalina, te auxiliando contra o bloqueio criativo.

    Qual o melhor para quem precisa manter o foco e concentração?

    Precisa apresentar uma ideia genial na próxima reunião?

    O café espresso é o seu par perfeito para essa situação.

    Justamente por ser uma bebida mais forte, os óleos naturais do grão encontram-se em maior número neste tipo de extração, tornando-se um excelente ajudante para quem precisa de concentração e foco.

    Isso é possível pois o café tem o poder de bloquear aquele sinalzinho que avisa o cérebro que a energia está acabando, também conhecido como adenosina.

    Com isso, você consegue trabalhar por mais tempo sem sentir aquela sensação de cansaço tão comum depois de uma noite mal dormida, por exemplo.

    Para quem malha e faz academia, existe algum tipo especial?

    Precisando daquela energia extra para treinar no começo ou no fim do dia?

    O café também está aí para te ajudar nesta empreitada.

    A receita mais comum é o café com canela. Você pode tomar uma xícara cerca de 30 minutos ou uma hora antes do treino.

    Como se sabe, o café é conhecido por dar energia, então ele é uma ótima pedida para quem precisa daquela força extra para manter os treinos em dia. Mais além de te manter ativo, ambos, café e canela, são ingredientes termogênicos, ou seja, aceleram o metabolismo e facilitam a queima de gordura, ideal para quem está fazendo alguma dieta.

    Ah, e você também pode tomar essa receita caso esteja fazendo jejum intermitente, por ambos terem poucas calorias, eles não interrompem o jejum.

    Se você deseja uma receita mais incrementada, teste o chamado café proteico, que leva café, óleo de coco, manteiga Ghee, whey protein e canela em pó.

    O óleo de coco e a manteiga possuem os chamados ácidos graxos de cadeia média, os triglicerídeos, que quando absorvidos pelo nosso fígado, previnem o acúmulo de gordura no corpo, além de se transformarem em uma fonte de energia.

    E para se manter acordado?

    Tem dia que a gente está igual o Tom, do Tom e Jerry, naquele episódio que ele coloca um palito em cada olho para tentar ficar acordado.

    Se este é o seu caso, recorra ao café comum, aqueles vendidos em mercados. O ideal é que você consuma quatro xícaras de “café fraco”. Você pode tomar duas, assim que levantar, e mais duas, quatro horas depois.

    No total, cada uma deve ter, no máximo, 100mg de cafeína, totalizando 400mg, que é o máximo que podemos consumir, em segurança, diariamente. Aí você pode adoçar do jeito que quiser, mas recomendamos o café com canela, assim você não perde todos os benefícios da bebida adicionando açúcar ou adoçante.

    E para quem quer emagrecer, qual o melhor?

    A mesma opção anterior, um café simples já é o suficiente, isto porque o grão já vem naturalmente com ácidos orgânicos, que possuem funções antioxidantes, protegendo nosso corpo contra diversas doenças e, claro, funcionando como um termogênico natural.

    Mas é claro que só o café não faz milagre, é preciso ter uma dieta balanceada e saudável, mas com certeza ele dá uma boa ajuda nesse sentido.

    Existe um café para ajudar a relaxar?

    Sempre quando pensamos em café, pelo menos nós, relacionamos com uma bebida que dá energia, te mantém “ligado”. Mas sabia que você também tem opções para relaxar? Pois é, ele pode ser seu companheiro para os momentos de ócio.

    Para quem procura um parceiro para essa situação, pode apostar sem medo num delicioso Cappuccino, feito na hora, é claro.

    Com uma mistura de leite vaporizado, chocolate, espuma de leite, café e canela, o cappuccino é uma bebida cremosa e que tem o poder de fortalecer as memórias de curto prazo, além de estimular aquela sensação de bem-estar, também conhecido como serotonina.

    Conclusão

    Não é à toa que o café é uma das bebidas mais consumidas no mundo. É impossível você entrar na casa de qualquer brasileiro e não vê-lo começar o dia com uma xícara de café, independente de ser aqueles comuns, achados em qualquer mercado, ou os gourmets, aromatizados, etc.

    Beber café está intrinsecamente ligado à nossa cultura. E o melhor de tudo, como comentamos logo no começo do texto, é que não faltam opções, tanto do café quanto para as diferentes rotinas.

    Você pode tomar quente, gelado, com ou sem açúcar, em pequenas doses ou xícaras maiores, com ou sem leite, feito manualmente ou nas cafeteiras, em pó, em cápsulas, em grãos, enfim, do jeitinho que você quiser e da forma que estiver mais acostumado.

    Mas o que sempre dizemos é: prove, experimente coisas novas, por mais que você já esteja acostumado com um tipo, nunca é demais provar coisas novas, é bem capaz que você encontre uma nova combinação ainda melhor do que a que você está habituado.

    Às vezes você está perdendo a chance de experimentar um café delicioso e nem sabe disso.

    Referências:

    https://www.thehealthycuisine.com/coffee-guide-for-beginners/

    https://www.aarp.org/health/healthy-living/info-10-2013/coffee-for-health.html

    https://www.mensjournal.com/food-drink/get-pre-workout-cold-brew-coffee-sent-to-your-home-with-trade-coffee/

    Gostou? Por favor nos ajude: compartilhe!
  • com-suporte-como-fazer-papel-coado-individual
    Curiosidades

    Como Usar o Coador de Pano? Como Fazer a Limpeza? Como Guardar?

    Preparar o café em coador de pano, por anos foi a preferência e tradição em muitos lares no território brasileiro.

    Muita coisa mudou e com o surgimento de cafeteira elétrica cápsulas e outras formas de extração da bebida.

    Segundo dados da pesquisa realizada no ano de 2014 pela ABIC Associação Brasileira de Indústria do Café, a preferência das pessoas está pelo coador de papel e o de pano ficou em segundo lugar.

    Coador de pano é melhor que de papel, plástico ou outros?

    A maneira tradicional do café coado, está ligado diretamente com a origem e cultura rural em todo o país.

    Esse método dispõe de memórias mais afetivas nos lares que tenham especialmente fogões movido a lenha.

    É a forma ainda mais utilizada nos lares brasileiros seja com coadores de papel ou de pano.

    Devido a rotina agitada e corrida das pessoas, o coador de papel veio para facilitar e agilizar na hora de preparar um bom cafezinho.

    Ele de fato é considerado mais fácil de manusear, mais prático e higiênico. Porém, há quem nunca abre mão de utilizar o de pano e conservar a tradição familiar.

    O apego por essa versão de pano é tão grande que, existem opções para realizar preparações individuais seja em casa ou até mesmo em restaurantes.

    Se você não abre mão do coador de pano, basta ter alguns cuidados para manter a tradição e também garantir mais sabor e qualidade para o seu café.

    Qual a diferença na xícara?

    Independentemente de qual o café, os sabores originam-se dos óleos essenciais que são liberados no momento da sua torra e também da sua preparação.

    No filtro feito de pano, todas as partículas desses óleos não são presas no tecido.

    Isso, no entanto, conserva ainda mais os sabores originais de cada grão e o seu corpo fica ainda mais marcante bem como seu sabor se prolonga ao paladar ao final.

    Além disso, a bebida fica levemente cremosa e não deixar resíduos ao fundo da sua xícara.

    Como é sua durabilidade e ajuda a preservar o meio ambiente?

    O coador de tecido, exige cuidados para que a sua durabilidade seja aumentada.

    A sua vida útil varia entre 3 e 6 meses, porém a conservação dependerá da frequência de utilização bem como com o cuidado com armazenamento e higienização.

    Apesar desse tempo de vida que o mesmo possui, o indicado é trocá-lo todo mês para garantir maior higiene.

    Considerando a sua capacidade de durar mais, o torna mais vantajoso do que o de papel, uma vez que por gerar menor quantia de lixo, o seu impacto negativo ao meio ambiente se torna menor.

    Coador de pano é mais prático?

    A forma de extrair é a mais tradicional que existe, e a sua praticidade é ainda indiscutível.

    Há várias versões no mercado, e basta apenas dispor sobre o seu bule ou até mesmo xicara nas opções menores, juntamente com o pó e em seguida colar a água fervida.

    Após a extração é só descartar a borra, lavar de maneira correta, secar e guardar! Feito isso, ele está apto para uma próxima utilização.

    Quais são suas vantagens e desvantagens?

    Confira abaixo as vantagens e desvantagens de se utilizar o coador de pano:

    Vantagens:

    • Reutilizável;
    • Prático;
    • Sustentável;
    • Econômico;
    • Facilidade no uso.

    Desvantagens:

    • Tende a acumular resíduos se não fizer a higienização correta;
    • Se mantem com uma aparência bem encardida;
    • Precisa ser lavado sempre após o seu uso.

    Como usar o coador de pano para fazer um café?

    Para utilizar o coador de tecido corretamente e garantir mais qualidade e sabor no café, siga o procedimento a seguir:

    • 1° – Escaldar sempre o filtro antes de coar o café para eliminar qualquer tipo de impurezas e evitar que as mesmas interfiram no sabor e na qualidade do seu café;
    • 2° – Esquentar a água sem deixar que a mesma atinja seu ponto de ebulição (fervura);
    • 3° – Durante o processo de aquecimento da água, colocar o pó de café na quantidade ideal sem aplicar pressão sobre o mesmo;
    • 4° – Despejar a água delicadamente sob movimentos circulares e suaves. Isso favorece a passagem uniforme e a conservação de todas as propriedades, aromas e sabores do café;
    • 5° – Durante a filtragem, nunca misture o pó para auxiliar na passagem, pois isso pode interferir no sabor final. O ideal, portanto, é deixar que a água flua naturalmente pelo pó e coador até que todo o processo esteja finalizado.

    Tem como fazer o coador de pano durar mais?

    Para manter a qualidade e durabilidade do filtro de pano, deve-se seguir algumas regras. São elas:

    • Antes de utilizar o seu coador pela primeira vez, deixe-o curtindo em uma mistura de pó com água fervente. Esse procedimento elimina os gostos e resíduos provenientes dos processos industriais na confecção do tecido;
    • Quando realizar a higienização, utilize somente água corrente sem aplicação de qualquer produto químico. Atente-se para enxaguar bem para eliminar os resíduos do processo da filtragem anterior;
    • Indica-se deixar secar de maneira natural e guardá-lo na geladeira em um vasilhame com água. Isso evita proliferação das bactérias;
    • A troca do coador deve ser mensalmente para que o sabor não seja comprometido.

    Conclusão

    Embora o filtro de papel seja dito como o mais higiênico, o de pano oferece mais sabor e aroma mais encorpado e mais agradável ao paladar.

    Com ele as notas, os aromas, e as propriedades são mais intensificadas e conservadas. Entretanto, tudo depende do seu gosto pessoal e preferência do método da extração.

    Desse modo, se você gosta mais de uma xícara equilibrada e limpa, a melhor opção é o de papel.

    Agora se você não abre mão da tradição, da pureza e do sabor encorpado, a melhor versão é o filtro de pano.

    Qualquer que seja a sua escolha, certamente os prazeres e as sensações de tomar um bom café serão sempre mantidos e apreciados.

    Gostou? Por favor nos ajude: compartilhe!
  • e-bom-origem-empresa-preço-250g-composição-como-fazer-endereço
    Curiosidades

    Café Caboclo é Bom Mesmo? Veja Tudo sobre a Resenha e Review!

    No celular gire a tela para ver a tabela completa

    PosiçãoCafé CabocloPreçoOnde Comprar
    1 Tradicional Torrado e Moído Vácuo 250gR$6,17Ver
    2Tradicional Torrado e Moído Almofada 500gR$12,55Ver
    3Tradicional Torrado e Moído Vácuo 500gR$11,58Ver
    4Extra Forte Torrado e Moído Vácuo 500gR$12,35Ver

    O café Caboclo é muito conhecido pela população brasileira, por ser saboroso e acompanhado de um ótimo aroma.
    O produto faz parte do mercado em que atua há cerca de 80 anos. Além disso, possui uma boa imagem de café colhido diretamente na fazenda.

    Dessa forma, todo o processo de fabricação do produto é feito de forma rigorosa e totalmente cuidadosa. Com a finalidade de manter uma boa qualidade para o produto final.

    Ademais, possui um preço acessível, embalagem a vácuo, e com marca reconhecida no mercado.

    O que é o café Caboclo?

    É uma marca que oferece produtos com alta qualidade para estar presente na mesa da família brasileira todos os dias e satisfazer todos os gostos.

    Sendo assim, contém uma grande tradição e trajetória neste mercado, com uma boa reputação na sua marca. Atingindo mais de 80 anos de carreira, atuando na oferta de produtos que se encontram presentes no dia a dia do povo brasileiro.

    Ainda, é repleto de opções, ou seja, com grandes variedades, para diversos gostos e paladares. Além de todos os fatores já mencionados, é importante ressaltar que o Caboclo distribuído atualmente, é totalmente em pó.

    Como foi criado?

    O produto foi criado no ano de 1930, sempre teve como principal missão levar o café para todas as mesas brasileiras com o mesmo frescor que o do campo.

    Desde então a marca vem cumprindo tal missão e deixando a mesa com o gostinho do café colhido na hora, com sabor de fazenda.

    Nos anos 2000, o produto passou a ser vendido pela americana Sara Lee. Em seguida conquistou outros clientes e aumentou seu portfólio, conquistando diversas marcas.

    Atualmente, sua fábrica se localiza no estado de São Paulo, no interior do estado, especificamente na cidade de Jundiaí.

    O produto possui uma forma rigorosa de produção, desde a seleção de cada grão, sendo adquirido das melhores regiões do país, no momento de produção, até a preparação do produto final.

    Com a finalidade de que o produto seja qualificado para a mesa dos brasileiros, com alta qualidade e que possa atender todas as necessidades e gosto da população.

    O que tem de diferente no Café Caboclo Torrado e Moído Tradicional?

    O café Caboclo Torrado possui um gosto amargo, que é definido pelo ponto em que os grãos se encontram torrados.

    Desse modo, pode variar do sabor tradicional até o ponto mais forte. Mas, independente da consistência do produto, o fabricante sempre busca manter a coloração escura e o sabor marcante.

    Enquanto o produto moído tradicional, não é muito amargo e nem tão forte, mas procura sempre manter um aroma e sabor adequado. Sendo assim, é a opção ideal para quem gosta de produtos mais equilibrados.

    Logo, o que diferencia os dois tipos é o sabor, sendo que na versão Torrado o sabor é mais forte e no outro é algo mais moderado.

    É feito com grão e torra do tipo extra forte?

    Sim, a marca oferece este produto, sendo extra forte, com torra escura e um produto mais consistente. Sendo uma ótima opção para quem gosta desse sabor e consistência no dia a dia.

    Sua embalagem é do tipo almofada ou a vácuo?

    A embalagem do produto é disponibilizada aos seus consumidores de duas formas. Sendo do tipo almofada ou a vácuo.
    Desse modo, para os clientes que gostam de algo mais puro, com a finalidade de obter um café com maior qualidade, sem contato com oxigênio a embalagem a vácuo é uma ótima opção.

    Caso o consumidor não tenha tanta preferência em relação a estes fatores, a fabricante também oferece a opção da embalagem almofada.

    Sendo assim, o produto serve para diversos gostos, até mesmo quando o assunto é embalagem.

    Onde encontro para comprar e qual seu preço médio?

    O momento de realizar a compra do seu café, é a parte principal, especialmente quando o assunto é escolher em qual loja virtual comprar o seu produto de forma confiável e mais segura possível.

    Pensando nestes fatores, uma empresa que oferece o café Caboclo de forma totalmente profissional e com benefícios é a Amazon. Ela ainda, oferece diversos produtos e tamanhos, para que possa satisfazer todos os clientes.

    Outro ponto que deve ser ressaltado, é quando o cliente é prime na loja da Amazon, pode adquirir o café com frete gratuito, facilitando ainda mais!

    O preço varia de acordo com o tamanho do produto. Ou seja, para um produto, sendo tradicional, com embalagem a vácuo e com 500g, possui um preço de R$ 11,58 cada unidade.

    Para o café torrado e moído, com embalagem almofada, contendo 500g, possui um valor de R$12,55 por unidade.

    O produto tradicional, com embalagem almofada, tendo 250g, o preço corresponde a R$ 5,45 cada unidade.

    O café caboclo extra forte torrado e moído vácuo 500g sai por R$12,35.

    De acordo com todos os fatores mencionados e comparações feitas, é possível observar que em relação aos seus concorrentes, a marca é considerada uma das mais em conta, quando o assunto é preço.

    Desse modo, o Caboclo se encontra em vantagem monetária, para quem esteja à procura de qualidade e um preço bom, o famoso ótimo custo x benefício.

    Quais são os 5 Benefícios que o produto oferece?

    Além de oferecer produtos com uma alta qualidade, a marca oferece diversos benefícios.

    A seguir veja 5 dos principais benefícios presentes nos produtos:

    • Preço acessível;
    • Disponibiliza embalagem a vácuo ou almofada;
    • Conta com sabores extra forte e tradicional;
    • É vendido em quase todas lojas virtuais;
    • Saboroso e acompanhado por um ótimo aroma.

    O Café Caboclo é realmente bom?

    Pode apostar que sim! Ele é bom e pode ser uma ótima opção para quem deseja um café com um gostinho de café fresco da fazenda e com um preço acessível.

    Ademais, possui uma boa disponibilidade no mercado brasileiro, onde atua há anos. É disponibilizado aos consumidores de diferentes formas, nas opções tradicional ou torrado.

    Dessa forma, é considerado um produto de grande sucesso na mesa da população nacional.

    Gostou? Por favor nos ajude: compartilhe!
  • origem-extra-forte-e-bom-regioes-brasileiras-500g-preco-gourmet-wikipedia-extra-forte
    Curiosidades

    Café Melitta é Bom Mesmo? Veja Nossa Resenha e Review!

    No celular gire a tela para ver a tabela completa

    PosiçãoCafé MelittaPreçoOnde Comprar
    1Moido Tradicional 500gR$16,22Ve
    2Moido Extra forte 500gR$13,99Ver
    3Sabor da fazenda 500gR$14,79Ver
    4Regiões Brasileiras Cerrado 250gR$11,49Ver
    5Regiões Brasileiras MogianaR$11,49Ver
    6Regiões Brasileiras Sul de MinasR$13,25Ver
    7Cápsulas RistrettoR$20,49Ver
    8Cápsulas StaccatoR$20,49Ver
    9Cápsulas MarcatoR$20,49Ver
    10Cápsulas TenutoR$20,49Ver
    11Cápsulas AudacceR$20,49Ver


    Para quem frequenta supermercados com frequência, conhece a maioria dos nomes dos produtos mais recorrentes na prateleira. No nicho do café, toda pessoa, sendo ele(a) dono de casa ou não, já viu várias vezes um pacote verde, com um quadrado vermelho escrito Melitta, não é mesmo?

    Este é, sem dúvida alguma, um dos cafés mais famosos e tradicionais do Brasil.

    Há muitos anos no mercado, a marca se tornou sinônimo de café para os brasileiros que consomem essa bebida. E, o mais legal de tudo, é que a companhia não ficou apenas no pó comum. Hoje em dia, eles oferecem opções variadas, tendo, inclusive, sua própria linha Gourmet.

    Mas a pergunta que fica, e a que vamos responder hoje, é: o café Melitta é bom mesmo ou é só status?

    O que é o café Melitta?

    A história da Melitta vem de muitos anos atrás, mas precisamente na Alemanha de 1908. A senhora Melitta Benz recebia, constantemente, reclamações do seu marido, que dizia que o café que ela passava não era bom.

    Por conta disso, ela percebeu que, na verdade, o problema estava no coador de pano. O sabor da bebida era prejudicado pois no momento da coagem, o item acabava por deixar passar uma pequena quantidade de pó para a xícara, contribuindo, assim, para um gosto ruim.

    A ideia da senhora Melitta para solucionar o problema foi pegar uma caneca de latão e fazer vários furos na parte de baixo, e usar um mata-borrão para cobrir esta região. Sem saber, ela estava inventando o primeiro filtro de café.

    O casal patenteou a ideia e o primeiro filtro de café surgiu em 1920, em Leipzig, em uma feira de amostras onde cerca de 1250 porta-filtros de alumínio com papel foram vendidos.

    Anos depois, chegou a vez da marca “Melitta” ser patenteada.

    Apesar de conhecermos a companhia por conta do café, os filtros e coadores sempre estiveram ligados à empresa, e por conta disso ganharam modelos mais modernos com o passar dos anos, chegando a opções de coadores de plástico e porcelana.

    Para se ter ideia, desde sua criação, foi somente em 1962 que a Melitta lançou pela primeira vez o seu pó de café, que era embalado a vácuo. E isso foi só o começo!

    Hoje em dia, a empresa trabalha com cafés tantos para o dia a dia, assim como linhas especiais e claro, os produtos para extração da bebida, como coadores e filtros de papel.

    Quais são os tipos de café e grãos da Melitta?

    Os cafés da Melitta são divididos em três grupos, vamos falar deles a seguir.

    Quais são os cafés para o cotidiano?

    A empresa trabalha com uma linha de café para o dia a dia, que é aquela que está mais presente na mesa dos brasileiros. Estes são pós com um preço mais convidativo e são achados facilmente em qualquer mercado, seja grande ou de bairro.

    Tradicional

    A primeira opção dessa linha é o tradicional. É um café vendido a vácuo, com uma intensidade de nível 8 e torra clássica.

    Como é considerado pela própria empresa como um café tradicional, este não conta com características sensoriais marcantes. Por outro lado, ele desempenha bem o seu papel, é a bebida perfeita para o dia a dia e para quem não procura nada fora do padrão, digamos assim.

    Extra forte

    Com torra escura e também embalado a vácuo, esse café de intensidade 10 é para os amantes de bebidas fortes, como o seu nome dá a entender.

    Além de ser um café mais forte, seu sabor é igualmente mais pronunciado e marcante.

    Sabor da fazenda

    Na linha sabor da fazenda você encontra torra tradicional, clássica e extra-forte.

    Os cafés do Sabor da Fazenda são para aquele público que procura uma bebida de melhor qualidade, com um sabor um pouco mais acentuado e que permanece no paladar por mais tempo, mas ainda com um preço acessível.

    Linha gourmet – com nomes de regiões brasileiras

    Aqui, você encontra os cafés gourmets da Melitta, chamados por regiões brasileiras.

    É uma linha de qualidade bem superior, que valoriza a produção em terras brasileiras e todo baseado num conceito de sustentabilidade.

    Todos os grãos aqui são 100% arábica.

    Cerrado

    É um café de aroma intenso, com notas de chocolate e caramelo.

    Ele é cultivado a uma altitude que varia de 800 até 1300 metros. É uma café de corpo moderado a encorpado, acidez delicada e cítrico, com um sabor adocicado de chocolate e seu final é longo.

    Mogiana

    O café da região de Mogiana é uma bebida aveludada e cremosa. Tem aroma frutado e com notas de nozes e chocolate. Também deixa um gosto na boca prolongado depois de tomado.

    Sul de Minas

    Já o café produzido ao sul de Minas tem um aroma intenso, com notas de amêndoas, chocolate e caramelo e isso se dá na região onde ele é plantado.

    Ao sul de Minas se encontra uma temperaturas amena, além de uma altitude que varia de 850 até 1400 metros, influenciando diretamente para que se crie uma bebida com acidez cítrica, adocicada e um final longo.

    Quais são as cápsulas de café compatíveis com Nespresso?

    É claro que além de oferecer sabor, a Melitta também quer dar aos seus clientes praticidade. Por isso a empresa trabalha com uma linha de cápsulas que são compatíveis com as cafeteiras da Nespresso.

    Aqui, você encontra 5 opções no formato de cápsula para quem procura qualidade e praticidade no dia a dia.

    Ristretto

    Um café encorpado com 25ml.

    Staccato

    Café com notas de amêndoas torradas e um toque de caramelo.

    Marcato

    Este café conta com notas marcantes de cacau torrado e um toque de frutas secas.

    Tenuto

    Uma bebida aromática com um mix de cereais e um leve toque de frutas cítricas.

    Audacce

    Café com um leve aroma floral e notas de frutas vermelhas.

    Quais são os benefícios do café Melitta?

    Sem dúvida nenhuma que a maior vantagem dos cafés desta marca são as variedades para todos os gostos e bolsos. Da bebida do dia a dia, à linha Gourmet, para quem quer algo novo e de qualidade, até as práticas cápsulas.

    Além do mais, por ser uma marca com muitos anos de mercado, você não terá dificuldade para encontrar estes itens, seja na venda da esquina ou em grandes supermercados.

    Onde encontrar para comprar?

    Como acabamos de falar logo acima, seus produtos são muito fáceis de encontrar em qualquer mercado, sendo assim, já garanta os seus pacotes quando for fazer a compra do mês. Agora, se você pretende sair só para fazer isso, que tal trocar o mercado pelas lojas onlines?

    Além de ganhar tempo nessa correria do dia a dia, você consegue fazer uma comparação de preços muito mais ampla e em menos tempo. Assim dá até para você experimentar a linha Gourmet com um preço mais conta.

    Falando em preço, é bem comum que na internet você encontre produtos com um valor mais chamativo, ideal para todos os tipos de bolso.

    Basta fazer uma pesquisa no próprio Google ou em sites especializados em comparação de custo que você com certeza vai achar aquela opção perfeita para o tanto que você deseja gastar.

    E quanto ao frete? Sim, isso é uma preocupação recorrente. Mas muitas lojas também trabalham com desconto nas entregas, em alguns casos com o frete saindo na faixa.

    As duas formas que você tem de economizar é: comprar pela internet e apenas sair para retirar o produto na loja, que na maioria das vezes oferece essa modalidade sem cobrar nada mais por isso, como é o caso da Magazine Luiza, por exemplo.

    Ou optar por lojas que têm frete grátis com algumas condições. A Amazon, por exemplo, oferece entrega gratuita para seus assinantes ou na primeira compra para qualquer pessoa.

    Já o Mercado Livre trabalha com entrega grátis em compras a partir de R$99,90. Para isso, você só precisa ter um cadastro no portal.

    Além do preço, fique atento onde você vai fazer a compra. Muitas vezes o custo abaixo da média pode sair caro no final das contas se você levar um golpe. Por isso, ou prefira E-commerces famosos ou pesquise bem a loja antes de comprar, lendo os comentários de compras anteriores, por exemplo. Isso vai evitar que você tenha um prejuízo.

    O preço do produto varia de acordo com o local que você está comprando e a média de valor do pacote com 500g, do torrado e moído tradicional ou extra forte, acaba ficando em torno de R$ 13,50.

    Já a opção Sabor da Fazenda, de 500g tem seu valor em R$14,50.

    Conclusão

    E a pergunta final é: então o café Melitta é bom? É sim! Ele consegue ter qualidade e atender a diferentes demandas.

    Tem opção para quem não quer gastar muito, mas que quer um item de qualidade, tem alternativa para quem deseja uma bebida Premium e também se preocupa com o meio ambiente e, para aqueles que, assim como eu, gostam de praticidade e não querem ter muito trabalho logo pela manhã, nas cápsulas compatíveis com as cafeteiras da Nespresso.

    É realmente um café para todos os paladares e bolsos. E claro, não menos importante, fácil de achar em qualquer mercado.

    Se nunca provou o Melitta, eis a sua chance. Temos certeza que você não vai se arrepender.

    Gostou? Por favor nos ajude: compartilhe!
  • imagem-com-direitos-autorais-uso-exclusivo-casa-organica-sp
    Curiosidades

    Café Orgânico Native é Bom Mesmo? Veja Nossa Resenha e Review!

    No celular gire a tela para ver a tabela completa

    PosiçãoCafé Orgânico NativePreçoOnde comprar
    1Torrado em grãos 500gR$32,20Ver
    2Torrado e moído 500gR$ 14,60Ver
    3Extraforte 250gR$12,10Ver
    4Instantâneo Solúvel e Liofilizado 90gR$ 19,60Ver
    5Instantâneo Solúvel e Liofilizado 50gR$15,43Ver
    6One Cápsulas IntenseR$16,90Ver
    7One Cápsulas SelectR$18,64Ver
    8One Cápsulas OriginalR$19,30Ver

    Com o passar dos anos foi possível observar que cada vez mais as pessoas passaram a consumir produtos orgânicos, e não é para menos, afinal de contas, estes são os itens que há de mais puro no mercado.

    Isso quer dizer que são aquelas mercadorias que não tem a adição de nenhum produto químico durante a sua fabricação/plantio.

    E por que estamos falando sobre isso? Porque o nosso foco hoje é no Café Native, que é um produto orgânico. Mas não qualquer grão natural, a empresa é conhecida por ser referência neste nicho.

    O que é o Café Orgânico Native?

    Como explicamos logo acima, é um café que não leva adição de produtos químicos durante a sua produção. Mas é também um item onde o plantio não recebe agrotóxicos e não interfere e nem polui o meio ambiente. Aliás, o norte da empresa é trabalhar com elementos sustentáveis.

    Inclusive, além do café, a companhia também tem linhas de achocolatados, cereais e azeites totalmente orgânicos. Por conta dessa atitude sustentável e, obviamente, pela qualidade de seus produtos, a empresa já ganhou diversos certificados internacionais.

    Quais são os tipos de café oferecidos pela empresa?

    Opções de cafés naturais de alta qualidade é que não faltam na Native, conheça abaixo os seus produtos.

    Torrado em grãos

    Uma delas é o café torrado em grãos, que é 100% Arábica, selecionado manualmente. A bebida tem um amargor bem equilibrado e acidez mediana.

    Tanto seu aroma quanto seu sabor possuem um toque leve de chocolate e amêndoas. O único porém, por ser um grão, é que você precisa ter um moedor em casa para poder prová-lo. Para quem já tem, ele é uma ótima opção!

    Torrado e moído

    100% Arábica e de torra média, esse café orgânico é a escolha ideal para quem procura um produto bastante encorpado e equilibrado.

    Seu sabor e aroma tem notas de chocolate e amêndoas.

    Extraforte

    Amantes de café forte de plantão, essa opção é para você. Também torrado e moído, esta bebida tem um corpo médio, sabor e aroma marcante e um amargor bem acentuado.

    Instantâneo – Solúvel e Liofilizado

    Para aqueles que não dispensam um café de qualidade e, ao mesmo tempo, praticidade, então você precisa experimentar o instantâneo da Native. Esta bebida tem um processo de fabricação bem moderno.

    O grão passa por liofilização, onde o café é concentrado a frio, o que resulta em um produto de sabor caramelizado, corpo equilibrado e acidez mediana.

    Café Orgânico Native One em Cápsulas

    E falando em praticidade, você ainda pode provar os cafés da Native em cápsulas, que são compatíveis com as cafeteiras da Nespresso.

    Cápsulas Intense

    Este é um café de amargor bem intenso e encorpado, com um retrogosto persistente.

    Seu blend é baseado no Original Espresso, contudo, ele se diferencia na torra, que é mais acentuada, o que acaba oferecendo um corpo mais intenso à bebida, com notas de nibs de cacau.

    Sua torra é escura, de intensidade 10 é grãos 100% Arábica.

    Cápsulas Select

    Já o select é um café de corpo equilibrado, leve doçura e suave. Ele é feito com grãos selecionados da moka, e estes possuem formato ovoides, que são cultivados em altas atitudes.

    Por ele não ter sua outra metade, crescendo sozinho dentro da cereja do café, ele acaba preservando todos os seus nutrientes, proporcionando um café de alta qualidade e uma bebida mais adocicada.

    Por conta dessas características, sua torra precisa ser mais cuidadosa para a preservação de todos esses elementos. Sua intensidade é de 4 e os grãos são 100% Arábica.

    Cápsulas Original

    Esse café orgânico da Native é um item frutado, de acidez leve, com aroma de notas de baunilha e corpo suave.

    Estes grãos são cuidadosamente mesclados com o intuito de replicar as características do Espresso em cápsula.

    Possui uma acidez bem característica, um corpo redondo e um leve amargor. Sua torra é média, já a intensidade é 5 e também conta com grãos 100% Arábica.

    Onde encontrar e quanto custa o Café Orgânico Native?

    Você sempre tem duas opções, comprar fisicamente, em algum mercado, ou online. Mesmo que pessoalmente seja legal, porque você consegue ver o produto na sua mão, ler o rótulo e tudo mais.

    Na internet, além de você poder fazer uma comparação de preço em várias lojas de uma só vez, é bem comum que os preços sejam mais atraentes do que os de supermercado.

    E não se preocupe com a questão do frete.

    A Amazon, por exemplo, oferece entrega gratuita para quem possui assinatura de algum serviço da companhia.

    Já a Magazine Luiza te dá a opção de retirar na loja sem cobrar nada por isso.

    Basta você dar uma boa pesquisa que com certeza você vai achar um produto que se encaixe nessas exigências.

    O valor dele torrado e moído na caixa com 250g tem o preço médio de R$16,00 enquanto ele na versão solúvel e liofilizado de 90g sai por R$ 19,60.

    Conclusão

    Não sei vocês, mas temos vontade de experimentar todos produtos orgânicos. Só de saber que não tem nenhum químico e que a produção não afetou o meio ambiente, já é uma grande vantagem. E a Native tem tudo isso, além de ser uma empresa que oferece produtos de qualidade superior.

    Ou seja, todo mundo sai ganhando!

    Gostou? Por favor nos ajude: compartilhe!
  • bom-nespresso-clube-capsula-orfeu-maquina-de-brasil
    Curiosidades

    Café Baggio é Bom Mesmo? Veja Nossa Resenha e Review!

    No celular gire a tela para ver a tabela completa

    PosiçãoCafé BaggioPreçoOnde comprar
    1Gourmet Torrado e Moído Bourbon 250gR$15,90Ver
    2Gourmet Torrado e Moído Espresso 250gR$ 15,90Ver
    3Gourmet Torrado e Moído Premium 250gR$11,49Ver
    4Cápsulas
    Chocolate trufado
    R$ 15,90Ver
    5Cápsulas
    Caramelo
    R$15,90Ver
    6Cápsulas
    Chocolate
    com Menta
    R$15,90Ver
    7Cápsulas VanillaR$15,90Ver
    8Cápsulas Chocolate com AvelãR$15,90Ver

    Às vezes nos deparamos com produtos novos no mercado ou mesmo na internet e a vontade de provar é grande, mas acaba rolando uma incerteza pois você nunca provou aquilo antes.

    É normal acontecer isso, afinal de contas, comprar algo que você nunca experimentou pode ser uma experiência tanto boa quanto ruim.

    Você com certeza já deve ter visto anúncios do café Baggio em algum momento do seu dia, mas você já provou ele? Quer saber se ele é bom? Responderemos essas e várias outras perguntas logo a seguir.

    O que é o Café Baggio?

    Como o próprio nome dá a entender, a Baggio trabalha com café em dois formatos.

    Você pode adquirir as cápsulas, que são compatíveis com as cafeteiras da Nespresso, ou diretamente em pó.

    A empresa é referência em café aromatizado, além de comercializar também grãos gourmets.

    A companhia abriu suas portas com a chegada de Salvatore Baggio, imigrante italiano, ao Brasil. No começo, a primeira filial foi estabelecida em São Paulo, mas logo a empresa se espalhou para outros estados, mais precisamente ao sul de Minas Gerais, estado conhecido por ser o epicentro de fabricantes de café. E Essa nova sede foi inaugurada em 1970.

    Um fato curioso é que mesmo Salvatore sendo conhecido por ser dono da marca, quem criou mesmo a companhia foi a neta do imigrante, Luana Baggio, a responsável por dar novos rumos a empresa.

    Atualmente, a empresa não só tem uma grande importância nacional no segmento de cafés gourmets, como é a companhia que mais vende dentro do nicho dos grãos aromatizados.

    É um produto renomado?

    Sim!

    A Baggio é um produto renomeado, principalmente o café espresso comercializado pela companhia.

    Este é um dos blends mais premiados da empresa, já tendo sido eleito no Brasil como o melhor café gourmet do país.

    Além desse prêmio, a produtora possui diversos certificados, fazendo com que ela seja uma das empresas nacionais mais bem sucedidas dentro do ramo de café gourmet.

    Quais são os tipos de Café Baggio?

    Se você procura por opções, prepare-se pois eles possuem muitas! Eles estão separados por categorias e vamos falar deles a seguir.

    Café Gourmet

    Feito com grãos selecionados e blends mais que especiais, temos os cafés gourmet da empresa, que são uma delícia e agradam os mais diversos paladares.

    Bourbon

    Dentro da linha Gourmet você pode provar o Baggio Bourbon. Este é um café torrado de forma artesanal, que possui acidez, sutileza e notas gustativas bem marcantes no paladar.

    Feito com grãos 100% Arábica, este café é de moagem média, e é originário do sul de Minas Gerais e de Mogiana Paulista.

    Seu sabor é suave, tem aroma de frutas secas e possui um corpo delicado.

    Espresso

    O espresso é feito também com grãos 100% Arábica.

    Seu sabor é levemente adocicado, com aroma florado, baixo nível de amargor, quase imperceptível, e traços de frutas.

    De moagem média, tem um sabor bem delicado, com corpo aveludado e um gosto que vai agradar até aqueles que não gostam de cafés fortes ou amargos.

    Premium

    Se você está à procura de um café de sabor prolongado e marcante, então você precisa provar a versão Premium.

    Este blend é conhecido por ser uma bebida de bastante corpo, livre de acidez e com adstringência.

    Café encorpado, detém um aroma adocicado na medida certa e sabor pungente.

    Aromas

    Como comentamos lá no começo, a Baggio é muito conhecida por seus cafés aromatizados. Estes estão disponíveis tanto em pó quanto em cápsulas compatíveis com as máquinas de café da Nespresso.

    Chocolate trufado

    A primeira opção dessa linha que você precisa provar é o café de chocolate trufado. Ele tem um aroma de trufas e chocolate da mais alta qualidade. Detém toques leves de nozes, conhaque e frutas secas.

    De intensidade nível sete, a cápsula desse café traz características que interferem diretamente em seu sabor. A parte de fora da monodose é toda aluminizada. Já a parte de dentro contém polímero, além de ser livre de BPA, garantindo assim a alta qualidade do pó.

    Caramelo

    Esse café da linha aromatizada é cremoso e macio, com leve toque de caramelo.

    Também de intensidade sete, mesmo em cápsula, você consegue ter um café fresco e que mantém seu aroma de caramelo.

    Chocolate com menta

    O café chocolate com menta é uma das opções da empresa que mais faz sucesso.

    De sabor característico, a bebida tem um toque de menta que não se sobrepõe ao aroma do chocolate.

    É um café fresco e que traz uma sensação de leveza e refrescância.

    Vanilla

    É fã daquele cheirinho e gosto inconfundível de baunilha?

    Então você precisa provar o café Aromas baunilha. Aliás, esta opção é a ideal para quem nunca tomou uma bebida aromatizada.

    Por ser um item cremoso e especial, de sabor suave, acaba agradando os mais diversos paladares.

    Chocolate com avelã

    Chocolate com avelã é a mais recente adição da Baggio na linha aromatizada. Ele consegue trazer a combinação perfeita entre chocolate e avelã, e com certeza vai agradar os chocólatras de plantão.

    Quais são os benefícios do Baggio?

    Ele é cheio de benefícios, seja na linha Gourmet ou aromatizada. Para começar, é um produto de alta qualidade e com várias opções para os apaixonados por essa bebida.

    Outro ponto que chama atenção é sua moagem, todos os itens são do tipo média, o que permite que você consiga experimentar vários tipos diferentes de extrações, que vão desde a coagem em filtro de pano ou papel, até em cafeteiras Bialetti.

    Além disso, todos são de intensidade sete, que fica ali no meio termo, agradando tanto quem gosta de cafés mais suaves e aqueles que preferem opções mais fortes.

    Sem contar a praticidade, já que a linha de aromas está disponível em cápsulas, que são compatíveis com cafeteiras Nespresso, como já comentamos anteriormente.

    E claro, por último, mas não menos importante, você encontra cafés da Baggio muito facilmente. Seja nos supermercados ou mesmo na internet. Sendo assim, você não tem desculpa para não experimentar as opções de bebida da empresa.

    Onde encontrar e quanto custa o Café Baggio?

    A compra física é a melhor opção para quem gosta de ver o produto antes de comprar, mas no quesito praticidade, sem dúvida nenhuma que fazer isso online é muito melhor.

    Você faz uma comparação de preço sem sair de casa e de forma super rápida. Além disso, os preços na internet costumam ser mais em conta do que em mercados, por exemplo. Não se esqueça das promoções que os E-commerces sempre fazem.

    Só não esqueça de, além de olhar o preço, ficar atento na loja que você está comprando. Muitas vezes o barato pode sair caro e você levar um golpe.

    Você consegue achar valores bem vantajosos na Amazon, Americanas e Magazine Luiza. Além disso, muitas dessas lojas trabalham com frete grátis de acordo com o custo da compra.

    O valor do café baggio tradicional, torrado e moído de 250g tem seu preço médio em R$ 15,90. A versão gourmet sai por um valor de R$ 19,90 e o gourmet aromas tem o preço de R$ 22,90. A caixa com 10 cápsulas sai por aproximadamente R$ 15,90.

    Quais são as considerações finais?

    Se você ainda não conhecia a Baggio, agora já sabe que a empresa trabalha com cafés de alta qualidade, além de ser uma companhia super premiada.

    Agora é só escolher seu pó ou cápsula preferida e experimentar os produtos da companhia. Temos certeza que você vai adorar.

    Gostou? Por favor nos ajude: compartilhe!
  • preço-amazon-venda-exótico-mundo
    Curiosidades

    Por que o Café Kopi Luwak é o mais Exótico e Raro do Mundo?

    Os amantes de café estão sempre à procura de uma novidade no mercado. E porque não, temos que aproveitar mesmo todas as possibilidades que esse universo nos proporciona.

    E dentro dessa pesquisa a procura de novos grãos, por um acaso você já se deparou com um chamado Kopi Luwak? Provavelmente sim!

    Este grão é muito famoso não só por ter um alto custo, mas também pode ser igualmente raro e com uma origem um tanto quanto bizarra e talvez até um pouco nojenta, por assim dizer.

    Qual é a origem deste café da Indonésia?

    Antes de falarmos desses outros pontos, vamos saber a origem deste grão tão raro.

    O Kopi Luwak é originário da Indonésia.

    Ele é produzido na alta região de Gayo, a mais de 1500 metros de altitude, entre as montanhas de Sumatra.

    Não existe um documento que comprove quando esse café começou a ser cultivado, mas acredita-se que ele surgiu há 200 anos atrás, por volta do século XVIII, período em que os colonizadores holandeses começaram a plantar nas ilhas de Sumatra, Java e Sulawesi, onde hoje é a Indonésia.

    Na época, os holandeses proibiram os agricultores de plantarem e colherem o café para consumo próprio.

    Como é feito o processo dos grãos do café?

    Bom, chegamos a parte nojenta. Antes de chegar a sua casa, o grão do café é retirado das fezes de um felino selvagem de pequeno porte, nativo da região sudeste asiática, chamado de Civeta.

    É isso mesmo que você leu! Os civetas entram nas plantações de café durante a noite e procuram comida. Com seu olfato super apurado, ele procura e consome os grãos de café mais doces, maduros e avermelhados.

    Estes, depois de ingerido pelo animal, passam pelo seu sistema gastrointestinal e as proteínas dos grãos são quebradas por enzimas digestivas. Em seguida, somente os grãos – intactos – são descartados nas fezes desse felino.

    Todo esse processo, apesar de nojento, confere ao café menos acidez e amargor, assim como um sabor aveludado de chocolate e suco de uva.

    E mesmo que o método não seja dos mais agradáveis, saiba que o processo que acontece no sistema digestivo do Civeta é bem parecido com o do usado pelas indústrias para remover a polpa do grão. A diferença, é claro, está nas bactérias que entram em contato com o alimento, que são diferentes.

    Foi justamente pela sua origem bizarra que o café ficou conhecido como um dos mais excêntricos do mundo, e não é à toa. Aliás, o próprio nome faz alusão a esse processo: Kopi significa café, já Luwak quer dizer civet.

    Mas, na verdade é todo o processo pelo qual o grão passa, como cultivo, extração, processamento e torrefação, que fez dele um grão raro e de alto custo.

    Outro fator interessante é que por conta dessa “desova”, os agricultores na época da colonização puderem consumir o café plantado pelos holandeses.

    O que acontece depois que o Civeta descarta os grãos?

    Como dito, os civetas, que vivem nas florestas tropicais da Indonésia, entram nas fazendas e comem os grãos de café mais doces e maduros.

    Depois de um tempo, os agricultores da região percorrem toda a área dos cafezais à procura das fezes do animal e fazem a coleta manual dos grãos.

    Um fator importante é que este serviço é feito por quem nasceu e mora na região.

    Em seguida, com o intuito de preservar o alto nível de qualidade do café, os grãos são processados logo após a coleta. Primeiro, são lavados e, em seguida, secam de forma natural ao sol. Depois, eles são separados e classificados, indo para o centro de torrefação.

    Aliás, essa parte da torrefação é muito importante e específica. Aqui, os grãos são levemente torrados e resfriados logo em seguida. Isso é feito para preservar o sabor.

    Com isso, quer dizer que você está consumindo um café puro, fresco e orgânico, sem qualquer adição de elemento industrializado.

    Como já falamos, não é só por conta do café ter sido retirado das fezes de um animal que o faz dele um item caro e raro, é todo o conjunto da obra.

    Como fazer o café?

    Apesar de caro e raro, o café Kopi Luwak pode ser feito como qualquer outro. Sempre respeitando o nível de pó, água e o tempo que ambos ficam em contato um com o outro.

    E claro, sempre fazendo uma xícara nova cada vez que você for tomar. De todos, esse com certeza será o que você não vai querer desperdiçar uma única grama ou gole.

    Qual é o preço do quilo?

    Está preparado para saber o preço? Se você deseja adquirir apenas 100 gramas desse café você terá que desembolsar algo em torno de R$1.000,00. Isso mesmo!

    Agora, o quilo é vendido por US$2.880. Com o dólar em torno dos R$5,21, isso fica próximo de R$15.000,00 para quem quiser.

    Vocês teriam coragem de pagar tudo isso por um café? É um investimento para poucos, não é mesmo?

    Onde comprar o grão?

    Por se tratar não só de um grão raro, mas também internacional, é bem provável que você só ache ele na internet. Tem algumas opções no Mercado Livre, por exemplo.

    Caso encontre em outro portal, certifique-se que você está comprando o original, de fato. Para o barato não sair caro, no final das contas.

    Quais são seus diferenciais?

    Por conta de toda a modificação que o grão sofre dentro do sistema digestivo do civeta, o café acaba ganhando características únicas, tornando-se uma bebida suave, menos ácida e de amargor inferior. Algo realmente diferente de tudo.

    Mas é claro que não podemos nos esquecer que antes de ser consumido pelo Civeta, o grão tem um ótimo cultivo, além do manejo diferenciado, coleta manual, secagem e processo de seleção e torra. Além dos cuidados com armazenamento e transporte da bebida.

    Isso tudo, além da moagem feita da hora do consumo, fazem do Kopi Luwak um café inigualável.

    É seguro tomar o Kopi Luwak?

    Sim! Segundo pesquisas feitas com o grão, ele é totalmente seguro e pode ser consumido sem nenhum medo.

    Se formos comparar com os cafés vendidos no mercado, que inclusive detém restos de insetos como baratas, podemos dizer que o Kopi Luwak é ainda mais higiênico do que muitos outros.

    Então pode ficar tranquilo e provar sem medo!

    Tem algum parecido no Brasil?

    Sim! Nós também temos uma versão do Kopi Luwak por aqui.

    O café mais raro do Brasil é o Jacu.

    Do Espírito Santo, o dono da marca lidou com o mesmo problema que os agricultores da Indonésia: viu 10% da sua produção ser comida pelo Jacu, um pássaro comum da região.

    Com o tempo, o empresário percebeu que a ave também descartava o grão por inteiro. E assim como os agricultores da Indonésia, ele também passou a utilizar os grãos descartados nas fezes do pássaro para evitar desperdício, dando origem à versão brasileira do Kopi Luwak.

    Diga-se de passagem é um excelente café também, muito saboroso e muito rico nos seus detalhes.

    Conclusão

    Confessamos que mesmo gostando de café, não sabemos se teriamos coragem de pagar um valor tão alto por uma xícara feita com esses grãos.

    Mas como tudo são escolhas, se você tem o dinheiro para gastar, por que não?

    Com certeza será uma experiência única!

    Referências:

    https://enjoyjava.com/civet-coffee/

    https://www.brightjava.com/learn/civet-cat-coffee/

    https://coffeeaffection.com/kopi-luwak/

    Gostou? Por favor nos ajude: compartilhe!
  • receita-simples-mocha-morango-caramelo-nutella-chocolate
    Receitas e Dicas

    Quais são as 8 Receitas Caseiras Simples e Práticas de Frappuccino?

    O Frappuccino é a marca registrada das bebidas à base do café que são congeladas e vendidas especialmente pelas indústrias Starbucks.

    Ele é composto pelo, ou também por outro tipo de ingrediente básico, associado com gelo e uma variedade de outros ingredientes, e sempre coberto por chantilly.

    Ele gelado é passível de ser combinado de inúmeras formas e sabores como, por exemplo, com sorvete de baunilha, com pedras do café congelado ou até mesmo com gelo.

    A cada dia ele é mais apreciado e isso se deve devido a sua versatilidade e também pelo seu delicioso sabor. Ficou com curiosidade de saber mais sobre o frappuccino?

    Sua popularização foi feita pela Starbucks há aproximadamente quinze anos. A partir do seu iniciou, várias cafeteiras investiram nessa bebida e passaram a criar suas versões próprias.

    Sabe-se que, cada pessoa possui uma preferência e certamente alguma receita ganhará o seu coração.

    Quais são as top 8 receitas para fazer em casa?

    Para qualquer uma das opções, fique a seu critério a maneira de adoçar a bebida seja com adoçante ou açúcar. Você escolhe!

    1 – Como fazer com caramelo?

    Para uma opção bem saborosa, docinha e muito refrescante segue a receita:

    Quais são os ingredientes?

    • 200 ml do café puro expresso ou coado;
    • 250 ml do leite;
    • Caramelo caseiro;
    • Chantily;
    • 2 xícaras de açúcar;
    • Creme de leite.

    Qual é o modo de preparo?

    Inicialmente, é preciso congelar o café coado na forma de gelo para formar cubos. Em seguida, colocar uma panela sob fogo mais brando, adicionar o açúcar e aguardar até que o mesmo derreta.

    Após o açúcar começar a caramelizar, adicione gradativamente o creme do leite e mexa delicadamente até formar o caramelo.

    A quantia do creme de leite indica a textura do caramelo. Para o frappuccino, prefira sempre um caramelo mais cremoso e menos consistente.

    Adicione no liquidificador o leite, gelo do café e a metade do caramelo. Bater no modo “pulsar” até que todos os ingredientes se integrem.

    Separe um copo e despeje nas bordas e nas paredes o caramelo e depois a bebida. Coloque então, o chantilly e por cima um pouco mais de caramelo. Cuide para colocar esse caramelo em fios para enfeitar a sua bebida.

    Agora é só aproveitar!

    2 – Como preparar com banana?

    Embora não seja por unanimidade, a bebida feita com a banana é muito consumida pelas pessoas amantes dessa fruta.
    O processo no geral é muito parecido, porém, a cremosidade é ainda maior devido à consistência da banana. Veja como:

    Quais são os ingredientes?

    • 200 ml do café puro expresso ou coado;
    • 250 ml do leite;
    • Chantilly;
    • 1 unidade de banana.

    Qual é o modo de preparo?

    Depois de deixar o café congelando em cubos, bata-o juntamente com o leite e a banana no modo “pulsar” até ficar homogêneo.

    Essa mistura da banana com o café embora seja muito inusitada, é de fato muito deliciosa. Se você ama banana, certamente vai adorar experimentar.

    Coloque o chantilly de acordo com o seu gosto e saboreie.

    3 – Como fazer com chocolate?

    O frappuccino sabor de chocolate é também um dos preferidos entre as pessoas. Ele possui um sabor mais intenso e isso é o que atrai a grande maioria. Veja como preparar:

    Quais são os ingredientes?

    • 200 ml do café puro expresso ou coado;
    • 250 ml do leite;
    • Creme de leite;
    • Chantilly;
    • 50 g Chocolate em barra;
    • 1 colher de sopa cacau em pó;

    Qual é o modo de preparo?

    Assim como os outros, você precisa congelar o café em cubos. Depois, derreter o chocolate cerca de 2 pedaços junto com o creme do leite. Mexa delicadamente.

    Em seguida bater no liquidificador o creme que preparou com o chocolate com o leite e acrescente mais 1 colher do tipo de sopa do cacau em pó.

    Adicione então os cubos do café congelado e pulse até se homogeneizar.

    Posteriormente, separe uma xícara, coloque sua bebida e por cima adicione o chantilly conforme seu gosto e algumas raspas do chocolate.

    Sirva e aprecie!

    4 – Como preparar com doce de leite?

    Essa versão do frappuccino sabor doce de leite é muito cremosa assim como do chocolate. Porém, esse é mais doce e se torna a paixão de muitas crianças.

    Para prepará-lo você precisará de:

    Quais são os ingredientes?

    • 200 ml com café expresso puro ou coado;
    • 350 ml com leite;
    • 80 gramas do doce do leite;
    • Chantilly.

    Qual é o modo de preparo?

    Misture em um recipiente 100 ml do leite juntamente com o doce do leite e os cubos do café já congelado.

    Essa mistura, precisa ficar cerca de 15 minutos no congelador para ficar mais consistente no momento de liquidificar. Bata então, o restante do leite com essa mistura.

    Lembre-se sempre de bater pulsando para que fique homogêneo, porém, sem desfazer por completo os cubos do gelo.

    Na xícara despeje a bebida e coloque por cima a quantidade de chantilly de acordo com a sua preferência. Se desejar, adicione um pouco do doce por cima.

    Pronto! Agora é hora de degustar e apreciar!

    5 – Como fazer com morango?

    Existem duas maneiras de preparar o frappuccino sabor de morango, são eles:

    A primeira é seguir exatamente os mesmos passos de preparar o de sabor banana.

    A segunda, você pode conferir abaixo:

    Quais são os ingredientes?

    • 200 ml do café puro expresso ou coado congelado em cubos;
    • 250 ml de leite;
    • 6 unidades de morango grande ou então 9 unidades do tamanho médio;
    • Chantilly.

    Qual é o modo de preparo?

    Retire os talos dos morangos, lave-o e em seguida bata juntamente com todos os outros ingredientes.

    Pulse até que fique devidamente misturado, porém, com cuidado para não desintegrar o gelo do café e nem os morangos por completo.

    Manter os pedaços do morangos e resquícios do gelo em meio a bebida é o que deixa ainda mais gostoso.

    É uma combinação extraordinária com equilíbrio entre o amargor do café e o azedo adocicado dos morangos.

    Complete por cima da sua bebida na xícara com chantily. Se você ama café e ama morango, certamente esse será o seu preferido! Experimente!

    6 – Como preparar com Nutella?

    O frappuccino sabor Nutella é sucesso sempre especialmente entre os mais jovens.

    A nutella é famosa e muito querida em todo o mundo e misturar com outros ingredientes virou sensação.

    Quais são os ingredientes?

    • 200 ml do café congelado em cubos expresso ou coado;
    • 5 unidades de colheres do tipo sopa do creme de avelã Nutella;
    • 250 ml do leite;
    • Chantilly.

    Qual é o modo de preparo?

    Ponha os cubos de gelo do café junto com leite no liquidificador no modo pulsar, e 3 colheres do tipo de sopa da Nutella. Reserve a bebida.

    Separe uma xícara, passe por suas paredes e bordas o restante do creme de avelã. Adicione em seguida a sua bebida e em cima coloque a quantia desejada do chantilly.

    Agora é só aproveitar o seu frappuccino!

    7 – Como fazer frappuccino mocha?

    O sabor de mocha é uma ótima versão e geralmente disponibilizada sob receita original somente na Starbucks. Bom, a sua receita é guardada a sete chaves.

    Ainda assim, foi possível desvendar alguns segredos da bebida ao degustá-la para preparar em casa!

    Quais são os ingredientes?

    • 200 ml do café em cubos congelado expresso ou coado;
    • 250 ml com leite;
    • Cacau em pó;
    • Chocolate do tipo granulado;
    • 1 xícara com açúcar;
    • Calda caseira de chocolate.

    Qual é o modo de preparo?

    Após congelar os cubos do café, para preparar a cada de chocolate, coloque uma panela no fogo mais brando com 1 colher do tipo de sopa de manteiga e aguarde até que derreta.

    Posteriormente, acrescente 4 colheres do leite, ½ xícara do cacau em pó e também 1 xícara do açúcar. Misturar bem até que a calda se forme.

    Bata no liquidificador os cubos de gelo e o leite sempre no pulsar. Depois, despeje a calda do chocolate, o granulado e jamais misture. Deixe que se incorpore naturalmente.

    Esse cuidado, garante uma bebida aerada, saborosa, com a aparência marmorizada e bem intensa.

    Despeje na xícara ou copo de sua preferência, adicione o chantilly e sirva.

    8 – Como preparar o Starbucks Frappuccino?

    Esse é o mais tradicional lançado pela Starbucks. Ele é conhecido em todo o mundo por seu sabor adocicado, refrescante e muito crocante. Esse inclusive é a sua marca registrada nas bebidas à base do café.

    Muitos apreciadores se perguntam como é feita essa bebida, no entanto, a receita e modo de preparar é bem mais simples do que se parece. E você com certeza consegue fazer em casa.

    Quais são os ingredientes?

    • 200 ml com café congelado tipo expresso ou coado;
    • 250 ml com leite tipo integral;
    • 1 colher de sopa de cacau em pó;
    • 1 barra ao leite de chocolate;
    • Chantilly.

    Qual é o modo de preparo?

    Bater no liquidificador os cubos do gelo de café com o leite e com o cacau em pó. Faça de modo delicado e depois de homogenizado pulse algumas vezes, para que a consistência da bebida fique como de uma raspadinha.

    Após bater, despeje a bebida na xícara ou no copo, coloque com o chantilly e raspe o chocolate em barra por cima.
    Pronto! Aprecie esse maravilhoso frappuccino!

    Frappuccino é frio ou quente?

    Um Frappuccino é sempre servido frio, mas a maneira de obter um sabor de café mais autêntico é pedir uma dose de Espresso em seu lugar.

    O espresso é quente, mas quando combinado com muito leite frio e gelo e depois misturado, acabará frio de qualquer forma.

    O espresso e o frappuccino de café não vêm com nenhum xarope adicionado.

    Voçê pode fazer um frappuccino em casa?

    Com certeza você pode, mas você realmente quer adicionar café instantâneo misturado com água à sua bebida misturada com sabor a café frio?

    Certamente, Não!

    Substitua o café instantâneo por uma dose dupla de espresso para assim ter uma bebida de café gelada muito mais saborosa.

    Milkshake é como um frappe ou frappuccino?

    Sim, é!

    Todos os três são bebidas frias, espessas, à base de leite, por isso todos se misturam uns aos outros até um certo ponto.

    A maior diferença é que os batidos mais cremosos tendem a ser feitos com sorvetes, enquanto o frappe e frappuccino são feitos principalmente de leite.

    A maioria dos batidos não contém café (mas podem) enquanto o frappuccino e frappe contêm café muitas vezes (mas não todo o tempo), mas contêm gelo misturado e os batidos não contêm.

    Qual é a diferença entre latte e frappuccino?

    Embora um frappuccino possa parecer um Latte, na verdade eles são completamente diferentes.

    Um latte é um café com leite quente que contém café espresso com leite e um frappuccino é uma bebida com sabor de café frio que pode ter muitas coisas diferentes adicionadas a ele.

    Quais são as dicas para melhorar ainda mais sua bebida?

    O leite de excelente qualidade e integral bem como um bom café coado ou extraído na hora são verdadeiramente essenciais para o resultado final da bebida.

    A receita base permite diversas variações e, por esse motivo, cada uma versão possui um sabor ímpar.
    Gostou dessas receitas?

    São oito opções diferentes e que agradam todo o tipo de paladar.

    Se você ainda nunca experimentou um verdadeiro frappuccino, faça essas receitas em casa e escolha a seu preferida!

    Referências:

    https://trustedcoffeereviews.co.uk/what-is-a-frappuccino/

    https://www.tasteofhome.com/collection/things-you-didnt-know-about-the-starbucks-frappuccino/

    https://www.yummly.co.uk/recipes/frappuccino-flavors

    Gostou? Por favor nos ajude: compartilhe!
  • receita-simples-como-fazer-gelado-original
    Receitas e Dicas

    Como Fazer em Casa a Bebida Deliciosa Frappé?

    Hoje em dia existem tantas opções de café no mercado que às vezes ficamos perdidos e não sabemos o que eles são ou como são feitos.

    Como é o caso do Frappé. Você sabe dizer, por exemplo, como ele é feito?

    Não?

    Tudo bem, pois é justamente sobre isso que vamos falar hoje, além de lhe dar uma receita deliciosa para fazer o seu em casa.

    O que é?

    Começando do princípio, o que é exatamente, um Frappé?

    Basicamente, ele é uma bebida feita com café solúvel e cubos de gelo. Estes, por sua vez, são misturados em um Mixer e montados para servir.

    Já a palavra Frappé vem do francês e significa “batido”.

    Mas, apesar da palavra ser de origem francesa, essa bebida não foi criada neste país. Na verdade, ela surgiu na Grécia, no século XVI.

    A ideia surgiu logo após um funcionário da Nestlé ficar sem água quente para fazer café. Diante da situação, ele decidiu misturar o pó solúvel com gelo em uma coqueteleira. E foi dessa pequena inconveniência que surgiu o Frappé.

    Desde então, a bebida ganhou várias versões ao redor do mundo. Na Irlanda, por exemplo, ao invés de usar gelo, os irlandeses utilizam sorvete. O que, aliás , deve fazer a bebida ficar muito mais gostosa e cremosa.

    Iced Coffee é diferente desta bebida?

    E qual a diferença entre o Iced Coffee e o Frappé?

    Os dois não são gelados? Sim, mas o primeiro é feito de maneira comum. O toque “especial” é que se espera a bebida esfriar e depois se adiciona gelo. É basicamente um café gelado.

    Já o Frappé é feito com uma mistura entre café solúvel e gelo, que são batidos em um mixer ou liquidificador. Ou seja, ele não é passado da maneira tradicional. E é isso que diferencia os dois.

    Quais são as diferenças para o frappuccino?

    Já a diferença entre o Frappé e frappuccino fica nos elementos a mais que são colocados na bebida. Este leva a base do Frappé, ou seja, café em pó e gelo batidos no Mixer, além de cappuccino e chantilly por cima.

    Enquanto o frappé é basicamente gelo e café, apenas.

    Aliás, sabia que o frappuccino é uma marca registrada do Starbucks?

    Literalmente!

    A companhia registrou esse nome e, por conta disso, somente eles podem usar essa nomenclatura.

    O que é preciso para fazer em casa esse frappé?

    Como você já deve ter percebido, a bebida não leva muitos ingredientes e por este motivo pode ser feito facilmente em casa.

    Abaixo, você confere o passo a passo de como fazer o seu.

    Como preparar a receita original e tradicional?

    • Quatrocentos mililitros de leite;
    • Dez cubos de gelo feito de café.

    No liquidificador, adicione os cubos de gelo feito de café e o leite. Bata os dois até que o gelo fique bem triturado e você consiga uma espuma bem cremosa. Pronto! Para dar um toque especial, você pode passar no fundo do copo um pouco de creme de avelã.

    Venha nos contar se você tentar essa receita deliciosa em casa.

    Você, vai de Frappé, frappuccino ou iced Coffee?

    Gostou? Por favor nos ajude: compartilhe!
  • comprar-bts-toddy-como-fazer-receita-o-que-e-dolce-gusto-baunilha-starbucks
    Receitas e Dicas

    Café Cold Brew: O que É? Quais os Benefícios? Quais os Modos de Preparo?

    Uma das coisas mais legais do café é que você não precisa ficar preso a sua forma tradicional. Você pode tomar puro, com leite, capuccino, quente, gelado, e até usá-lo no sorvete ou para fazer drinks alcoólicos. Versatilidade é o que não falta para essa bebida.

    Entre essas várias opções, você já ouviu falar do cold brew? Ao contrário do que alguns podem pensar este na verdade, é um método diferente de extração do café e não uma bebida.

    No que consiste este método?

    Como citamos logo acima, o cold brew é uma extração diferente de café. E o que faz ele diferente dos outros métodos? Porque essa técnica, em particular, realiza a extração com a bebida gelada. Possibilitando que você faça receitas mais refrescantes ainda.

    Você com certeza já se imaginou tomando um copo desses no calor, não é? Bom, é exatamente por isso que esse processo tem se difundido bastante por aqui no Brasil.

    Mas para chegar nele é um pouco demorado. Para se fazer um cold brew é preciso realizar uma extração a frio que demora de doze a vinte e quatro horas, ao invés de utilizar o método tradicional, ou seja, água quente ou pressurizada.

    O primeiro passo é colocar o grão ou o pó de café em contato com a água. Isso fará que ocorra uma fermentação e alguns componentes deste item sejam dissolvidos.

    O resultado deste trabalho é uma bebida muito mais suave, delicada, de sabor leve e aroma intenso. E o melhor de tudo: muito menos amargo e ácido.

    Todo esse processo ressalta a doçura natural do grão, além de conservar as suas prioridades mais puras.

    Aliás, é justamente pelo fato do café ficar horas em uma temperatura baixa que ele não libera todos os seus componentes solúveis, entre eles o responsável por deixar a bebida mais amarga e outros tipos de ácidos indesejáveis.

    Outro ponto legal é que esse método diferente do tradicional também acaba diminuindo a concentração de cafeína – justamente por não ter contato com água fervente – uma ótima notícia para quem não pode abusar muito desse elemento.

    Este método tem particularidades?

    O cold brew parece ótimo, certo? E é, mas ele também tem suas peculiaridades.

    Qualquer mudança na extração pode influenciar no resultado final. Sendo assim, se você pretende fazer o seu em casa, a primeira coisa que você tem que pensar é que não é preciso aromatizar o grão com outros sabores mais fortes.

    O mesmo vale para a quantidade de leite que vai na extração. Fique atento e não erre a mão neste momento. Isso porque se usar demais, você acaba perdendo o sabor do café e não é isso que queremos.

    E nem precisamos dizer o quanto é importante escolher um café de qualidade, certo? Para fazer o seu cold brew, prefira os grãos do tipo arábica.

    Fique atento também na hora de moer o grão. Ele pode ser moído de forma bem grosseira, pois é isso que irá impedir que ele fique amargo.

    Na hora da infusão, utilize água fria ou em temperatura ambiente, depois é só tampar e deixar descansando.

    Após aguardar o tempo recomendado, é só coar o líquido, com uma peneira fina, coador de pano ou com um filtro de metal e fazer a bebida que desejar.

    Agora é só aproveitar seu café gelado.

    Quais são os segredos desta bebida?

    Bom, você já sabe que o cold brew é uma extração diferente do café, que utiliza água fria ao invés de quente, o que faz com que a bebida seja mais doce, aromática e menos ácido e amarga.

    Mas por que isso acontece? De forma resumida, devido a temperatura da água usada e o tempo que o grão fica em contato com ela.

    Esses dois fatores interferem diretamente em três principais elementos do café: a cafeína, o furaneol – composto doce presente em morangos – e no ácido málico – elemento encontrado em maçãs verdes.

    Então, basicamente, o segredo do cold brew – e suas diferenças – está na extração fria. Vamos explicar mais detalhadamente a seguir.

    Diferenças entre a extração fria e a quente?

    Em ambos os tipos de extração, o objetivo é um só: extrair o que há de melhor naquele grão. Ou seja, aroma e sabor. Mas a diferença entre o método tradicional – quente – para o frio é que, no primeiro, essa “meta” é alcançada mais rapidamente, em poucos minutos, justamente pela temperatura da água.

    Enquanto que no cold brew a extração demora mais para acontecer.

    Na extração com água fervente, os compostos do grão são liberados rapidamente.

    Além disso, essa água quente faz com que óleos e ácidos presentes no café se degradem e oxidem de forma mais acelerada, o que resulta em uma bebida mais amarga e ácida.

    Já na extração fria isso não acontece, justamente por se usar água em temperatura ambiente. Esse processo mais demorado resulta naquilo que já falamos: um café mais suave, delicado, doce, quase sem acidez e menos amargo.

    No cold brew, são esses elementos que são estimulados, enquanto ácidos e óleos responsáveis pelo amargor e acidez não são despertados. Legal, não é? Principalmente pelo fato que muita gente acaba não gostando de café justamente por causa desses dois elementos.

    E mesmo que em questão de proporção de água e café, a bebida seja considerada “forte”, ela não terá esses dois itens que muitos não apreciam.

    Outro ponto positivo é que com o cold brew você tem o poder de controlar o sabor para ficar mais próximo ao seu gosto pessoal. Ou seja, você pode aumentar a proporção de café em relação ao volume da água para deixar a extração mais leve ou mais encorpada.

    Quais são os benefícios dessa extração fria?

    Muita gente que ama café acaba sofrendo pois não pode apreciar essa paixão com tanta frequência devido algumas doenças, como as que envolvem o estômago. Pois bem, temos uma boa notícia para te dar.

    O cold brew tem uma menor concentração de cafeína e de ácidos, você pode tomá-lo tranquilamente. Claro, fique sempre atento a quantidade que seu médico te liberou de consumir diariamente. Mas só o fato de não atacar o seu estômago já é uma excelente notícia, certo?

    E os benefícios não param por aí. É um item prático. Claro que sua preparação em si é bem demorada, mas pelo fato dele durar bastante tempo, você pode fazer uma quantidade que sabe que vai consumir dentro dos dias estipulados e guardar na geladeira ou congelar para ir usando durante a semana.

    O tempo máximo de armazenamento é de 10 dias sem que a extração perca seu sabor original. A primeira parte pode até ser demorada, mas depois são dez dias de alegria.

    Gosta de tomar aquela xícara de café antes do treino para dar um gás? Saiba que você também pode usar o cold brew para isso. Mesmo sendo uma bebida mais suave, ela conta com antioxidantes e outros componentes que fazem bem ao nosso corpo, inclusive dando mais energia para nós exercitarmos.

    Por fim, mas não menos importante, o cold brew te dá uma infinidade de opções para preparar os mais variados cafés, seja gelado, sobremesas e drinks alcoólicos. É só botar a criatividade para funcionar e aproveitar tudo de melhor que esta extração oferece.

    Como produzir a bebida?

    Eis que vem a pergunta de um milhão de reais: dá para fazer um cold brew em casa, sem ter que investir muito? E a resposta é sim, dá!

    Para aqueles que não querem, pelo menos por enquanto, gastar muito dinheiro para provar essa extração, você vai precisar de três itens básicos:

    • Moedor de café – você pode comprar já moído também, se preferir;
    • Coador – de preferência de tecido;
    • Jarra com tampa hermética.

    Com esses itens em mãos, o próximo passo é escolher o seu café. Como já falamos aqui neste texto, é preferível que você escolha um grão de qualidade, do tipo 100% arábica.

    Atente-se também à moagem. Se você preferir o grão ao invés do pó, é importante que ele seja moído de forma grosseira, como também já comentamos anteriormente. Isso minimiza os efeitos da oxidação e você tem uma bebida muito mais fresca.

    Com relação a quantidade, isso fica ao seu critério. Porém, a proporção mais usada é de 100ml de água – fria – para cada 10 gramas de café. Isso vai depender se você prefere algo mais leve ou encorpado.

    Para te ajudar no passo a passo, logo a seguir você tem a receita completa deste método.

    Você vai precisar de:

    • Quatrocentos mililitros de água fria ou em temperatura ambiente;
    • Quarenta gramas de café já moído – moagem grossa.

    Na sua jarra com tampa hermética, coloque o café que foi moído e, em seguida, a água fria. Mexa todos esses ingredientes por alguns instantes com o auxílio de uma colher.

    Agora, tampe a jarra e deixe essa mistura descansar por dez a quinze horas. Pode ser tanto fora ou dentro da geladeira. (nós recomendamos a geladeira). Passado o tempo recomendado, coe a infusão. E pronto, é só escolher como quer beber.

    Você pode adicionar ao cold brew algumas pedras de gelo ou adicionar leite ou creme à mistura.

    Dá pra fazer em prensa francesa (French Press)?

    Sim!

    Aliás é uma ótima opção de investimento se você está mesmo interessado em fazer do cold brew algo recorrente na sua rotina.

    A French Press ou prensa francesa é super prática, pois ela permite que você faça extrações quentes e frias, além de não ser muito cara – você acha modelos a partir de R$20,00 – e você não precisar trocar o filtro, pois ela já tem um próprio.

    Ela também já vem equipada com jarra e êmbolo com tampa. Não é necessário aquecer a água e para quem gosta de itens artesanais e sustentáveis, com certeza vai adorá-la.

    Ela é portátil e compacta e você consegue achá-la em vários tamanhos e modelos, mas independente disso, sua confecção mínima é de um litro.

    Bom, agora que já falamos o que é e como fazer um cold brew, que tal te dar algumas opções de receitas para você testar em casa?

    Quais são as melhores receitas?

    1. Calda de chocolate ou Nutella

    Você gosta de Nutella, assim como eu? Então você vai amar essa versão de cold brew. O melhor de tudo é que a receita fica muito parecida com milk shake.

    Para fazer, você vai precisar de:

    • Duzentos mililitros de cold brew;
    • Vinte mililitros de leite de coco;
    • Duas colheres do tipo sopa – bem cheias – com leite em pó;
    • Um colher do tipo sopa de achocolatado de sua preferência (pó);
    • Uma colher do tipo sopa de Nutella – você também pode usar calda de chocolate;
    • Gelo a gosto.

    No fundo e nas laterais de um copo, passe a Nutella ou a calda de chocolate. Em outro recipiente, leve o cold brew, o leite em pó e misture por alguns instantes. Aqui você pode usar um Mixer para te ajudar e deixar mais cremoso.

    Em seguida, adicione o chocolate em pó e o leite de coco. Agora, coloque tudo isso no copo com Nutella, acrescente os cubos de gelo e sirva.

    2. Cold Brew Affogato

    Esse cold brew é uma versão do affogato italiano. Um tipo de drink que também é uma sobremesa feita com café expresso quente. Ele rende até duas porções.

    Você precisa de:

    • Três xícaras de água em temperatura ambiente ou fria;
    • Doze colheres do tipo sopa de café gourmet moído;
    • Duas bolas de sorvete (indicamos o sabor creme);
    • Uma barra de chocolate (indicamos ao leite) – ralada.

    Coloque o café e a água em um recipiente e cubra com um plástico filme. Deixe em infusão por 12 horas. Após esse tempo, coe a mistura.

    Agora, coloque as bolas de sorvete em uma taça ou cumbuca de sobremesa de sua preferência e, logo a seguir, acrescente cerca de 3 colheres e meia de sopa de cold brew.

    Finalize decorando a sobremesa com o chocolate ralado. Agora é só servir. É delicioso!

    3. Com água de côco

    Essa receita é uma ótima alternativa para fazer nos dias de calor, já que leva ingredientes refrescantes. Para fazer, você vai precisar de:

    • Cem mililitros de água de coco;
    • Dez gramas de café gourmet.

    Com o café moído em grãos grossos, coloque ele juntamente com a água de coco. Pode ser tanto no seu equipamento específico para confecção de cold brew ou em uma jarra com tampa hermética.

    Em seguida, coloque a infusão na geladeira de doze a dezoito horas. Por fim, coe toda a bebida em um coador – pode ser papel, malha ou pano – e aí é só beber. Uma dica para deixar o drink ainda mais gostoso é colocar pedras de gelo feitas com água de coco.

    4. Misturado no leite

    Gosta de latte gelado? Então você vai adorar essa receita.
    Será preciso de:

    • Quatrocentos mililitros de água filtrada;
    • Cem mililitros de leite de vaca;
    • Quarenta gramas de café gourmet moído;
    • Gelo a gosto.

    Coloque em seu equipamento de cold brew ou jarra, o pó de café e a água fria. Misture com uma colher. Tampe e deixe em infusão por 15 horas em temperatura ambiente ou na geladeira (sempre recomendamos a geladeira).

    Após o tempo recomendado, coe a mistura, leve-a ao liquidificador e acrescente o leite. Bate tudo até que se forme uma espuma. Pronto! Agora é só servir com gelo. Rende até quatro porções.

    5. Feito com ervas

    Essa receita é ideal para quem gosta de adicionar mais aroma ao café, assim como um sabor cítrico à bebida.

    Você vai precisar de:

    • Quatrocentos mililitros de água fria (da geladeira);
    • Cem mililitros de infusão de hortelã fresco ou capim-limão;
    • Quarenta gramas de café especial moído grosso;
    • Gelo a gosto.

    O processo é o mesmo, na sua jarra você adiciona o café e a água e deixe descansar por 15 horas. Coe e deixe de lado, por enquanto. A seguir, ferva os cem mililitros de água, desligue e adicione a erva escolhida. Deixe essa mistura descansar por cerca de três minutos.

    Agora, aguarde esfriar. Por fim, misture tudo no liquidificador, bata e sirva com as pedras de gelo. Essa receita também serve até quatro porções.

    Qual a diferença desta bebida para o café gelado?

    Como em muitos termos de preparo de café, nem sempre há um acordo rigoroso no mundo do café, mas geralmente “café gelado” se refere a qualquer forma de servir café frio não preparado como expresso sobre gelo.

    No passado, isso significava tomar café regularmente preparado em uma máquina de gotejamento e colocá-lo na geladeira.

    Também pode se referir ao café feito em forma de resfriamento rápido.

    Coldbrew, portanto, se refere simplesmente a qualquer método de preparo que não utilize água quente.

    Quanto à cafeína, o café cold brew pode ser mais forte, dependendo da forma como você o enxerga.

    Tecnicamente, você pode fazer cold brew com qualquer proporção de café em relação à água que você quiser, então se você o fizer usando a quantidade de café e água em, digamos, nossa receita da prensa francesa, ele terá aproximadamente a mesma quantidade de cafeína.

    Se você o fizer usando a proporção de café e água mais forte que a maioria das receitas exige, a bebida acabada terá mais cafeína por volume, mas como esperamos que você esteja enchendo cerca da metade de seu copo com cubos de gelo, a bebida deve ter aproximadamente a mesma cafeína total que a bebida quente de tamanho semelhante.

    Referências:

    https://www.sevenmiles.com.au/editorial/cold-brew-coffee-guide/

    https://www.drinktrade.com/how-tos/cold-brew

    https://europeancoffeetrip.com/how-to-make-cold-brew-coffee/

    Gostou? Por favor nos ajude: compartilhe!