composição-quimica-torrado-brasileiro-formula-quimica-café-tatuagem-leite-chocolate-maleficios
Curiosidades

Química do Café: Confira Todos os Elementos Químicos!

Fala-se muito pouco sobre a composição do café e muitos citam a cafeína quando se discute esse assunto. Mas você verá que a bebida é muito mais que isso.

O que muda nos componentes do grão verde para a bebida?

A principal diferença entre o grão verde para o café em formato de bebida é a quantidade de elementos.

Quais minerais estão presentes no grão de café verde?

No grão verde encontramos minerais como:

  • Potássio;
  • Magnésio;
  • Sódio;
  • Cálcio;
  • Ferro;
  • Manganês;
  • Zinco;
  • Rubídio;
  • Cobre;
  • Cromo;
  • Vanádio;
  • Níquel;
  • Bário;
  • Chumbo;
  • Cobalto;
  • Cádmio;
  • Molibdênio;
  • Titânio.

E quais aminoácidos ele possui?

  • Arginina;
  • Alanina;
  • Asparagina;
  • Ácido glutâmico;
  • Cisteína;
  • Histidina;
  • Glicina;
  • Lisina;
  • Isoleucina;
  • Fenilalanina.

Além de sucrose, frutose, glicose, maltose, entre outros. Isso apenas no grão.

Já quando o café é torrado e vira bebida, a principal substância conservada é justamente a cafeína, pois trata-se de um elemento termoestável, ou seja, ela não é destruída durante a torrefação, ao contrário das outras substâncias que citamos aqui.

Então, no final das contas, não está de todo errado acabar lembrando da cafeína em primeiro lugar.

O que dá ao café esse cheiro característico?

O cheiro do pretão que tanto amamos é possível graças a presença dos chamados compostos voláteis, principalmente:

  • Cetonas;
  • Aldeídos;
  • Ésteres metílicos.

Estes se formam durante o processo de torrefação do grão de café, que por sua vez ficam presos na estrutura do fruto.

Outro elemento importante para esse cheiro maravilhoso são as gorduras, que são as responsáveis por reter esses elementos.

Como as substâncias, após a torrefação, migram para a superfície do grão, a gordura funciona como uma película protetora e não deixa esses elementos escaparem.

E apesar dele estar em pequena quantidade, a presença de sulfeto de dimetílicos também ajuda o café a ter seu cheiro característico.

O que as substâncias do café causam no nosso corpo?

O café vai muito além de ser uma bebida que inibe o sono e proporciona mais energia.

O grão é muito rico em ácidos clorogênicos, que são polifenois com ação antioxidante. Estes, após a torrefação, viram quinídeos, que têm o poder de bloquear sentimentos relacionados à depressão.

Ou seja, uma xícara de café pode literalmente te fazer mais feliz e te deixar de bom humor.

Inclusive, fala-se que por conta dessas substâncias a pessoa perde o desejo de usar nicotina, álcool e drogas ilegais.

Com relação ao sono, o café atua diretamente na adenosina, o neurotransmissor responsável pelo cansaço.

E, por fim, temos o fato do café não ser uma bebida calórica pois trata-se de uma solução aquosa, ou seja, não tem proteínas e nem gorduras. Mas isso só funciona se você beber sem a adição de açúcar.

Conclusão

Muito se fala sobre a cafeína e o poder dela em nos manter acordados para realizar as tarefas do dia a dia, mas o que a maioria esquece é que o café é um fruto poderosíssimo com ação oxidante e que pode até prevenir o aparecimento de células cancerígenas.

Claro que esses pontos são positivos quando consumimos café na medida certa. Afinal de contas, tudo em excesso é ruim, inclusive esse grão.

Referências:

https://handground.com/grind/the-chemistry-of-grinding-coffee-beans

https://www.chemistryworld.com/features/chemistry-in-every-cup/3004537.article

Gostou? Por favor nos ajude: compartilhe!