como fazer- receita-guia-cardamono-sabor-aroma-torra
Curiosidades

Conheça o Café Turco: Quais as suas Características? Como Preparar? Receita?

Já ouviu dizer sobre o café tipo turco?

Para os grandes apreciadores do café, toda e qualquer versão nova é uma grande oportunidade de degustar novos sabores e viver novas sensações.

Sabe-se que, os cafés do tipo especiais são extraídos de maneira diferenciada e por isso, novas receitas ofertam surpresas muito agradáveis.

Certamente o café é um dos mais apreciados em todo o mundo. Entretanto, hoje o artigo abordará o turco que é uma variante centenária e que é ainda considerado um tipo de patrimônio histórico para a humanidade, tombado inclusive por UNESCO.

A preparação desse tipo, é bem antiga e muito peculiar, isto é, por meio de infusão sem a necessidade de filtrar o café.

Porém, essa preparação exige cuidados e muita atenção bem como também a ajuda de ferramentas específicas para a elaboração de maneira adequada.

Ele é verdadeiramente distinto de qualquer outra receita que já tenha degustado.

Como surgiu?

Como já mencionado, o café turco é considerando uma herança cultural e imaterial.

A sua história, portanto, possui grande valorização cultural na sociedade, e representa a personalidade da população turca no Oriente Médio.

Embora não haja registros muito precisos em relação a data do surgimento do café, sua origem é na Turquia.

De fato, o Oriente Médio possui um papel importantíssimo na disseminação em todo o mundo dessa bebida da Etiópia.

A história iniciou-se então, entre os séculos XV e o XVI. Nesse período, os egípcios e os otomanos puderam degustar café pela primeira vez.

A relevância cultural desse café na sociedade era tamanha que, havia uma lei que garantia para a mulher o direito de divórcio caso seu conjugue não lhe concedesse uma quantia diária do café.

Como o café chegou na região da Turquia?

Os primeiros grãos, apareceram na antiga Istambul que também é chamada de Constantinopla durante o reinado de Suleiman, o Sultão Magnífico.

O café se popularizou rapidamente em todo o palácio, e que inclusive houve a necessidade do sultão nomear um cargo especifico para preparar o café, ou seja, “cafezeiro-chefe/kahvecibasi”.

Uma pessoa de confiança era incumbida de preparar e de guardar todos os segredos dessa bebida.

Era uma função notável e valorizada, que o cafezeiro-chefe poderia até se tornar um “Grão Vizir”, isto é, o primeiro-ministro do sultão.

A proibição do Sultão e como isso influenciou no café?

Mais à frente, com a chegada das primeiras máquinas de cafés especializadas, essa bebida se tornou uma motivação para gerar encontros além de apreciá-la.

No entanto, essa rápida popularização se tornou uma preocupação para o sultão OsmanII.

Ele suspeitava que esses encontros se caracterizavam por conspirações contra seu governo e temia uma rebelião do povo turco.

Por esse motivo, o consumo do café foi proibido bem como toda e qualquer bebida de tonalidade negra em comparação ao carvão. Isso porque, a torra dos grãos era realizada em placas de metal o que os deixavam muito escuros.

Para tentar driblar a lei, a população acatou a ideia de Sheik ulislam, e passaram a efetuar torra mais clara como Cinnamon e um pouco mais escura como Double Roasted. Elas são utilizadas até o momento atual.

O que é e porque ele tem este nome?

A sua relevância já foi citada bem como a sua influência para o povo e para o mundo. Isso se deve pela sua maneira peculiar de preparo, pela sua intensidade no sabor e no aroma e pela tradição no momento de servir.

É um café único, com o corpo bem espesso, resultado da infusão dos grãos de moagem extrafina. Entretanto, o seu diferencial é o critério de extração sem filtrar o café, ou seja, o pó é fervido juntamente com a água.

Além disso, especiarias como a canela, cardamomo e anis estrelada, são adicionadas para deixar a bebida mais marcante, com sabor característico, adocicado e bem intenso.

Para a sua correta preparação é necessário:

  • “Cezve” um tipo de ferramenta especifica (ibrik no grego);
  • Uma panela de latão ou de cobre com cabo alongado igualmente a um bule;
  • Para a moagem é preciso um moedor cilíndrico em bronze;
  • ou um kit de almofariz;
  • Pilão.

Quais são as suas diferenças e singularidades?

Para saber exatamente como fica o sabor desse café, definitivamente é somente degustando.

Ela conta com características peculiares e bem marcantes. Merecem atenção e apreciação de todas as sensações e prazeres.

Em geral, os grandes especialistas de café, definem o turco como marcante, coma as notas mais torradas, arborizadas, picantes, terrosas, adstringentes e adocicadas.

Quais os seus benefícios para a saúde?

Trata-se de uma bebida bem forte, devido ao seu critério de extração, em outras palavras com uma cafeína acentuada e um sabor muito robusto. Ele verdadeiramente oferece muitos benefícios para a saúde de quem o ingere.

Dentre seus benefícios estão:

  • Reduz inflamações;
  • Diminui o risco de surgir algum tipo de doença crônica como:
  • Neurodegenerativas;
  • Câncer;
  • Cardiovasculares;
  • Depressão.
  • Proporciona mais energia;
  • Aumenta a expectativa de vida.

Esses benefícios são devidos aos seguintes componentes:

  • Ácido clorogênico;
  • Especiarias como o cardamomo possuem ações termogênicas e antioxidantes.

Além desses, muitas outras substâncias naturais existentes no fruto favorecem a saúde

Como é o ritual de preparo do café turco?

A preparação do café turco é realmente um grande ritual, pois caso contrário o resultado não é satisfatório.
É preciso ter o cezve, um recipiente adequado e ainda cuidar para realizar a moagem perfeita e bem pulverizado (extrafino). A textura do café deve ser como a do açúcar de confeiteiro.
Para um resultado com alta qualidade, é preciso escolher um grão especial, selecionado com a torra clara a média.
Vale lembrar que o adoçante ou açúcar fica ao gosto e preferência de cada um.

Veja a receita tradicional com passo a passo

De posse dos materiais específicos, siga os seguintes passos:

  • Adicionar aproximadamente 50ml de água filtrada ou mineral no recipiente por xícara;
  • Adicionar açúcar e especiarias conforme a sua escolha;
  • Colocar cezve ao fogo e quando a água entrar no processo de ebulição, desligar o fogo;
  • Adicionar uma colher tipo de sopa do café moído. Não misture, deixe que flutue até afundar gradativamente;
  • Quando iniciar a formação de espuma, mexer com ajuda de uma colher de maneira delicada para evitar bolhas da fervura;
  • Ligar o fogo e deixar levante à fervura por 3 vezes, ou seja, deixa descansar até que a espuma se abaixe e repita;
  • Posteriormente, acrescentar cerca de uma colher tipo de sopa de água fria, para que o pó permaneça no fundo aceleradamente e deixe;
  • Sirva de forma delicada, sob movimentos circulares, elevando o cezve bem levemente para que o pó se assente ao fundo e esfrie sua bebida.

Lembre-se que, não pode mexer o café antes de degustar para que o mesmo não fique com textura arenosa. Isso permite obter um café aromático, saboroso e cremoso.

Esse renomado café turco pode ser servido juntamente com água com gás para ajudar na preparação do paladar. Além disso, ele combina perfeitamente com cubos do açúcar e com sobremesa turca.

Se você ama café e ainda não conhece esta maravilha, vale a pena experimentar!

Referências:

https://www.healthline.com/nutrition/turkish-coffee

https://www.turkishcoffeeworld.com/How-to-make-Turkish-Coffee-s/54.htm

https://theculturetrip.com/europe/turkey/articles/6-things-you-need-to-know-about-turkish-coffee/

Gostou? Por favor nos ajude: compartilhe!