cafe-liofilizado-como fazer-marcas-faz mal-significado-comprar-benefícios-lor-3 coracoes
Curiosidades

Café Liofilizado: Como Foi Descoberto, Como É Feito e O Que É?

O que significa um café ser liofilizado? Ele deve ser solúvel e instantâneo para ter essa definição?

Sendo um produto mundialmente apreciado, o café tem posição garantida na mesa de famílias de qualquer classe social. Dentre os vários tipos de café, o liofilizado atrai preferência de muitos, pela simplicidade e rapidez no preparo (basta hidratá-lo com água quente) e por conservar por mais tempo os atributos naturais dos grãos de café.

Esse produto passou por um moderno e sofisticado sistema de produção. É tão solúvel e instantâneo quanto os demais solúveis instantâneos que estão no mercado, mas não é o mesmo produto. Seu aroma, sabor e textura são diferenciados.

O que é o café liofilizado? Por que ele tem esse nome?

Esta técnica permite conservar produtos através do congelamento e da desidratação.

França 1906, foi quando foi criado este processo, mas só passou a ser amplamente utilizado na época da Segunda Grande Guerra, para poder estocar e transportar em plasma sanguíneo.

Liofilizado é o café produzido a partir do processo de “liofilização”, um processo moderno e sofisticado em constante aperfeiçoamento, que utiliza equipamentos de alta tecnologia.

Também conhecida como “Freeze Drying”, a técnica é muito utilizada para produzir a comida dos astronautas, dos soldados de exércitos em operações militares, dos mochileiros em aventuras pelas montanhas (as chamadas Trekking) e também na produção do leite em pó e na indústria de medicamentos.

Quais são suas características?

Pelo fato de ser produzido exclusivamente com grãos Arábica, o café liofilizado possui mais um grande diferencial. São grãos provenientes de plantações de altitude, com climas mais amenos. É uma produção mais elaborada e dispendiosa, uma vez há a preocupação em manter as qualidades originais inerentes ao café.

Dos mais de cem tipos de grãos de café, Arábica e Robusta são os mais utilizados na produção de café e o Arábica é o líder detendo mais de 60% da produção mundial.

Comparado com o Robusta, os grãos Arábicas produzem um café mais adocicado e fortemente perfumado.

Qual a sua origem e como foi que ele surgiu?

Em 1901, surgiu em Chicago (EUA) aquela que foi considerada a primeira versão do café instantâneo, era apenas um tipo de “rascunho” simples, o qual foi sendo aprimorado pouco a pouco. No entanto, foi somente em 1910 que teve início a comercialização desse “protótipo melhorado” de café.

Durante a Primeira Guerra Mundial, o produto foi amplamente utilizado pelas tropas de soldados em combate. Já havia a necessidade de obter uma melhora na produção e na qualidade do produto. Até essa época, havia apenas dois processos de secagem de grãos na produção de café: o spray dried e o aglomerado. No primeiro, a secagem é feita por pulverização no vácuo e no segundo, o café moído é aglomerado em vapor. Nos dois processos, o produto perde suas qualidades originais de sabor e aroma.

Após a Guerra, o Brasil precisava encontrar uma solução para o excedente da produção em grãos e a solução foi recorrer à uma moderna tecnologia internacional.

Os produtores locais desejavam uma tecnologia que garantisse a preservação das maiores qualidades olfativas e gustativas do café e foi assim que,em 1938,a Nestlé colocou no mercado brasileiro o Nescafé, primeiro café solúvel e instantâneo produzido em larga escala.

Como é feito seu processo de produção?

Primeiramente, seu extrato (líquido superconcentrado extraído dos grãos do café) é congelado a -40º, permanecendo um bloco sólido de gelo. Esse congelamento é processado de uma maneira extremamente rápida, para a conservação das características originais do café. Em seguida, ele passa pelos processos de trituração do tipo moagem – que transforma os grãos em pó.

Na sequência, ocorre a secagem e armazenamento a vácuo e finalmente nesse estágio ocorre o ponto mais importante desse processo todo, que é a sublimação, ou seja: utilizando tecnologias modernas, o sólido passa diretamente para o estado gasoso, garantindo assim que reste apenas o café puro ao final de todo esse procedimento. Só depois disso, o café será embalado da maneira como o encontramos em variados pontos de venda.

A liofilização (ou freeze – drying) é um processo altamente eficiente no quesito “conservação e durabilidade das propriedades naturais”. Muitos cientistas acreditam mesmo que o futuro da alimentação estará fundamentado nesta técnica, pois esse processo é muito mais eficiente que o antigo procedimento da desidratação e os alimentos liofilizados conservam suas propriedades por muito mais tempo. Mas, claro, só pode ser usado essa técnica em alimento que é naturalmente rico em água.

Quais a vantagem e benefícios desse café?

A liofilização tem o objetivo de preservar as características originais dos grãos de café. Com isso, temos um produto nobre, de grande valor. Propriedades originais reforçadas: aroma, sabor, textura, componentes ativos.

De tudo isso, só poderia resultar num café encorpado, bem diferente do tão comum café quase sem gosto tomado na pressa do dia-a-dia.

Uma grande vantagem do café liofilizado é que o próprio consumidor definirá a intensidade do seu café, Se quer mais forte, mais colheres do produto na xícara.

Se quer mais suave, menos. Açúcar a gosto, alguns preferem superdoce e outros apreciam um sabor mais amargo. Outros ainda optam pelo adoçante. Enfim, há gosto para tudo, mas o essencial é saber que o café pode ficar exatamente como o consumidor aprecia.

Existem no mercado e em lojas especializadas várias marcas de café liofilizado à disposição do cliente. As marcas mais fáceis de encontrar são as seguintes: Itália, Nature, Café Pelé, Iguaçu, LOR, Nescafé, Suplicy, Mount Hagen. Mas é bom prestar atenção e ler com calma as informações do rótulo, porque muitas vezes os cafés assim feitos são anunciados simplesmente como Café Solúvel Gourmet.

É verdade que os preços variam enormemente de um produto a outro, com oscilações por exemplo de 8 a 80 reais por 50 a 100 g do produto, fazendo assim jus à característica cosmopolita desse produto universal, largamente consumido nos quatro cantos do planeta. Um café é um dos poucos produtos presente em todas as mesas, desde as mais humildes às mais sofisticadas.

Referências:

https://www.gratefulearthcoffee.com/blog/the-healthiest-instant-coffee

https://elevencoffees.com/how-is-instant-coffee-made/

Gostou? Por favor nos ajude: compartilhe!